Esta manhã

    Esta manhã o sol já não cobriu com alegria todas as nuvens que pairavam no céu nem o pintou com cores do amanhecer.

    Esta manhã surgiu lentamente mas não de mansinho fazendo com que as recordações que tenho de mim, que tenho de ti, de nós divagem pelo meu espiríto não me conseguindo libertar das mesmas.

    O ar tornou-se gélido e carregado deixando de respirar paixão e amor. Talvez agora posso afirmar que sou retornada de um paraíso efémero que não durou mais que meros segundos, mesmo assim fui feliz, pois o amor é medir o pulso á eternidade.

   Agora percebi que temos asas de papel e não de cetim e que por vezes o rosto não espelha o que o coração sente. Agora sei que se pode acordar sem sequer se ter adormecido, chorar sem sequer derramar uma única lágrima. Percebi que tudo começa depois de arduas batalhas e tudo acaba num segundo.

 

 

já tinha saudades de escrever algo mais decente...

publicado por Morgen às 21:59 | link do post | comentar